Scifiworld

MOTELx com "Resident Evil 7 Biohazard"

el  quarta, 07 setembro 2016 09:00 Escrito por 

demo está disponível no Cinema São Jorge.

Começou o MOTELx, mas nem só de filmes se faz um festival. Esta décima edição além de ter quatro salas de projecção e uma de actividades, tem televisão, tem livros e tem jogos. A PlayStation marca presença com duas consolas no Cinema São Jorge das 19 às 01 horas todos os dias (domingo por um pouco mais) e traz mais uma experiência imersiva com o jogo de realidade virtual "Resident Evil 7: Biohazard".

O PlayStation VR dá vida aos mortos-vivos de uma forma inédita e assustadora com a chegada dos jogos de terror ao reino arrebatador da realidade virtual. Enfrenta os teus medos na primeira pessoa e sente a presença arrepiante da série brilhante e brutal da Capcom a um nível nunca antes explorado.

Prestando tributo às raízes da série e localizado após os eventos do Resident Evil 6, o Resident Evil 7 Biohazard arrasta-te até uma mansão ominosa e devoluta localizada numa plantação numa zona rural da América e onde todos os passos que tomas dentro desta grande e misteriosa propriedade podem levar a um fim violento. Nenhum Resident Evil a que tenhas sobrevivido te pode preparar para isto.

A minha formação tecnológica sempre me fez ser exigente quanto aos gráficos e a VR não é excepção. Sei que estes são apenas os primeiros passos de uma tecnologia que daqui a dez anos poderá fazer parte do quotidiano, mas até lá não vou dizer que se sente como real, que é jogável ou algo assim. Isso é decisão de cada um e se para mim a tecnologia ainda tem muito por onde evoluir, para outros é já completamente jogável e um epi-fenómeno dos video-jogos que tem de ser acompanhado desde o início.

Passando à frente os detalhes de preparação do equipamento que como saberão é a parte mais entediante destas consolas em demonstrações públicas, o jogo leva-nos para uma típica casa assombrada. Depois de cumprir o tutorial (andar, apontar, etc.) começa a mini-missão: sair da casa. O que poderia ser uma tarefa simples (sem entrar em spoilers, a demo é completada com quatro tarefas numa sequência específica) é dificultado pelos perturbadores sons que nos rodeiam. Também vamos encontrando pistas e em especial um VHS - jogável - traz uma nova dimensão para o mistério.

Nos momentos em que joguei voltei a sentir que me estava estrear na temática dos jogos zombie com "Resident Evil 2". A ausência de uma arma garantia que seria apenas uma missão exploratória (ou seja, nada de combates) pelo que foi feita com mais tranquilidade do que a que um jogador típico teria. Não causou desconforto ou enjoos, apesar de ter demorado mais tempo do que o esperado, e cumpre de forma satisfatória o seu objectivo: motivar a compra do jogo.

 

Recomendo que aproveitem estes eventos para experimentar. O jogo começa a ser comercializado a 13 de Outubro.

Página oficial (com demo)

 

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

Mais Vistos

 

C/ Celso Emilio Ferreiro, 2 - 4°D
36600 Vilagarcía de Arousa
Pontevedra (España)

Redacción: 653.378.415

info@scifiworld.es

Sobre Scifiworld

Copyright © 2005 - 2019 Scifiworld Entertainment - Desarrollo web: Ático I Creativos