Scifiworld

Alien e o sono profundo

el  segunda, 24 abril 2017 18:00 Escrito por 
Só porque 26 de Abril é o dia do Alien.

O dia 26 de Abril (26/4) será o dia de Alien. Não devido à sua estreia nesse dia em 1979, mas por ser o nome do satélite que originou esta saga, LV-426. A data nos países anglo-saxónicos é representada com o mês antes, pelo que fica como 4/26.

Uma grande sala branca tão limpa como se fosse de operações, em breve estará cheia de agitação causada pela tripulação. Eles agora estão a dormir nas suas cápsulas hiper-sono. Esta é uma boa solução no cinema para viagens espaciais de longa duração e evitar os paradoxos produzidos pela Relatividade de Einstein quanse se viaja à velocidade da luz (ver revista SFW #95). A solução é tão realista que é considera para futuras missões a Marte.

 

Hibernação ou letargia

Na hibernação o metabolismo baixa com a temperatura, a respiração e a frequência cardíaca; assim diminui o metabolismo basal que rege o consumo energético celular. A letargia pelo contrário não causa a descida temporal e tem mais semelhanças com um prolongado sono, onde se reduz o metabolismo mas não tanto como na hibernação.

Roedores e morcegos ostram hibernação, mas é demasiado duvidoso em carnívoros de grande porte, por exemplo, os ursos. Pode ser que apenas durmam durante o período invernal; alojados num lugar apropriado. Ao dormir numa pequena cavidade onde não existe movimento do ar, o animal mantém a sua temperatura e caso esteja isoldo e seco, gastará unicamente uma mínima quantidade da energia que precisaria fora.

 

Viabilidade nos humanos

A letargia da hibernação é conhecida desde os aos 80 e desde 2003 que é um tratamento habitual para tratar pacientes de traumatismos graves. Ainda que não esteja provada para periodos prolongados, como os requeridos para a viagem a Marte ou o regresso do LV-426.

Estudos revelaram os danos celulares em humanos com anestesia geral prolongada (simulando hibernação); como em animais com hibernação própria, mas estes últimos reparam as suas células ao despertar. Essa faculdade parece estar relacionada com a podução de H2S por uma enzima.

O caminho está sinalizado, agora basta percorrê-lo para num futuro (não muito distante) os astronautas poderem viajar mais longe, com menos custos e menos carga poupando em comida, bebida, oxigénio. A hibernação induzida seria a solução para as agências espaciais, que querem manter os astronautas no espaço durante longos períodos.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

Mais Vistos

 

C/ Celso Emilio Ferreiro, 2 - 4°D
36600 Vilagarcía de Arousa
Pontevedra (España)

Redacción: 653.378.415

info@scifiworld.es

Sobre Scifiworld

Copyright © 2005 - 2019 Scifiworld Entertainment - Desarrollo web: Ático I Creativos